Proibição do governo chega tarde para planos de saúde

Somente agora, o governo proibiu os planos de saúde de reajuste durante o processo da pandemia. Também o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou que se não houver redução, ele vai votar o projeto de lei urgente determinando que os planos de saúde não aumentem mais em hipótese nenhuma. Para se ter uma ideia, nesses últimos meses, mais de 400 mil segurados cancelaram os planos, já que não têm condições de pagar. A SulAmérica, campeã nacional de fraude, Bradesco, Amil e outras estão milionárias. Há de se esperar que um dia o Executivo, Legislativo ou Judiciário brasileiro puna essas empresas. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: