A fraude no auxílio emergencial é inerente ao sistema, conclui o TCU

O ministro Walton Alencar, do Tribunal de Contas da União, fez duras críticas ao volume de problemas identificados no programa do Auxílio Emergencial do governo federal. Segundo ele “em termos de montante de fraudes, não há nada superior a este programa… As fraudes andam pari passu com o programa… É muita gente, é muita fraude. É isso o que estamos vendo… Prefeitos com um cordel de beneficiários que eles mesmo catalogam e inserem…Se não houver um adequado processamento de informações, tudo está fadado aos escândalos”. É fundamental que o Ministério da Cidadania verifique mensalmente a elegibilidade dos beneficiários que estão recebendo o auxílio. Já foram excluídos dezenas de milhares de militares, funcionários públicos e familiares de políticos, artistas, e cerca de 5 milhões de brasileiros que desrespeitaram as regras de dois beneficiários por família contemplada. Mas, ainda não é o bastante. Não há condição moral de suporte de algum programa social dentro do Brasil.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: