Palavras ao vento

A portaria do aborto que obriga médicos e profissionais da saúde a notificarem a polícia ao acolherem vítimas de estupro está dividindo completamente a opinião das mulheres no Brasil. Os argumentos, de parte a parte, são variados, como perda dos direitos básicos femininos, consultório médico virando delegacia de polícia, lei necessária para penalizar os criminosos, atos bolsonaristas, revanchismo petista, etc. Para as mulheres revoltadas, a crítica maior vai para a ministra da Mulher e da Família, Damares Alves, deixando exaltada a ex-prefeita paulista e sexóloga Marta Suplicy, que chega pesada na questão “É inaceitável! Batalhamos muito para ter uma lei para proteger a vítima. Essa Damares é ridícula”. Aproveitando o tema estupro e comentários ridículos ao longo do tempo, este blog lembra que Marta também mexeu com as mulheres quando afirmou, em junho de 2007, que “se o estupro é inevitável, relaxa e goza”. Pois é…

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: