Devagar, devagarinho II

Enquanto não deslancha o programa de concessões do governo mineiro, aumentam o número de mortes nas precárias rodovias estaduais do estado, que não recebem obras de conservação e recapeamento há meses. A fatura das rodovias assassinas de Zema será cobrada pelos mineiros nas próximas eleições.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: