Podem gastar com cautela

Depois que o governo liberou para os gestores estaduais a verba de R$13,8 bilhões para combate à Covid-19, aumentou muito a pressão dos parlamentares federais sobre secretários de saúde estaduais para indicar o destino da verba em seus redutos políticos. Nada pra ninguém! O Ministério da Saúde explicitou que as condições para usos do recurso sejam em aspectos inerentes ao SUS e à Covid, tais como detalhes demográficos, custo de atenção básica, teto de alta e média complexidade e também a conta epidemiológica. Ou seja, é de uso livre pelos gestores de cada estado da União, mas haverá rígida glosa nas investigações dessas despesas. A tropa do general Pazuello, o interino da pasta da saúde, está de olho-vivo em ações político-eleitorais.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: