Filhos de ministros de Tribunais Superiores em Brasília assaltaram o Sistema S

Tiago Cedraz, filho de Aroldo Cedraz ministro do TCU, César Asfor Rocha e Eduardo Martins, filho de ministro do STJ, integram quadrilha de advogados que levaram mais de R$ 150 milhões do Sistema S – Sesc e Senac -, todos de Brasília. A descoberta é da Lava Jato e quem denunciou todo o esquema foi o ex-presidente da Fecomércio do Rio de Janeiro, Orlando Diniz. Ele não negou que também ganhou dinheiro e, mediante uma delação premiada, entregou todo mundo. Tiago Cedraz, nascido no exterior, é filho de Aroldo Cedraz, baiano que já foi político e depois de ir para Brasília no TCU chegou à presidência. Tiago e o pai estiveram envolvidos na Lava Jato quando foram denunciados pelo empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC. Ricardo, em delação premiada, revelou que entregou dinheiro a Tiago. Ricardo foi punido, pegou prisão e eles não. Agora, Tiago é descoberto em mais uma ação de corrupção. Vale frisar que ele circula com sucesso em Salvador e tem amigos baianos também em Brasília.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: