E a democracia?

Por falar em Felipe Santa Cruz, não é que este site tomou conhecimento que o presidente da OAB nacional tem se mostrado contra a ideia de eleições diretas para presidência da entidade? A se confirmar essa informação, fica evidenciada a rusga entre Felipe e seu vice-presidente do Conselho Federal, o advogado baiano Luiz Viana Queiroz, ferrenho defensor de que a votação se dê por todos os causídicos do país. Advogado de escol e intelectual de fino trato, Luiz Viana é compadre do Procurador Geral da República, o também baiano Augusto Aras. Grande parte da OAB acha que a eleição deve ser mediante escolha de todos os advogados, tal como defende Viana. Pela regra hoje vigente, apenas 81 conselheiros federais eleitos nos 26 estados e no DF participam da votação. Com o pedido de afastamento de Felipe, em virtude da delação de Orlando Diniz, quem já passou a olhar para a OAB com maior atenção foi o Presidente Jair Bolsonaro, uma vez que pegou muito mal o bâtonnier da classe ser contra uma eleição democrática.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: