Sinal verde

Marcelo Freixo não queria mais disputar a prefeitura do Rio de Janeiro. Já tinha decidido e divulgado que não estaria na pista. Só que a eleição municipal ficou tão “embaçada” na Cidade Maravilhosa com a apresentação de candidatos nada maravilhosos, que vai redefinir nos próximos dias se participa ou não. Para a classe artística do Rio, Freixo é o cara certo na hora certa. E, convenhamos, o carioca está vivendo uma forte ressaca, farto de denúncias envolvendo obras, equipamentos de saúde, igrejas, crime organizado e etc. Freixo, portanto, tem uma boa pista livre e solta pela frente.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: