Quem chegar primeiro, leva II

Bolsonaro e João Dória, têm em comum que ambos pegaram e se curaram da Covid-19. No resto, não se sintonizam em nada, investindo fortemente em laboratórios nacionais diferentes, e parcerias com farmacêuticas rivais AstraZeneca/inglesa e Sinovac/chinesa. Contudo, ambos sonham o mesmo sonho a cada noite dormida: anunciar a vacina salvadora para o povo antes do outro e ganhar as eleições presidenciais em 2022 por cima do outro. Dória, em anúncio de efeito, garante que, na primeira leva, terá vacina disponível para todos os paulistas. São Paulo tem mais de 33 milhões de eleitores. É muita gente e votos dos curados.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: