Fux abate Bolsonaro

O presidente do STF, Luiz Fux, determinou ontem que a partir de hoje inquéritos e ações não ficarão mais em turmas, vão direto para o plenário do STF. Com isso, a trama do presidente Jair Bolsonaro e dos seus amigos Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli de derrubar ações moralizadoras caem por terra, afinal de contas, dos onze titulares, Bolsonaro deve indicar um agora com a aposentadoria de Celso de Mello. Ocorre que ficarão sete votos, isto é, maioria que quer moralizar o Brasil a apoiar a Lava Jato a acabar com a corrupção. Ontem à noite, depois da decisão do presidente do STF, Fux, o presidente Jair Bolsonaro e seus auxiliares estavam visivelmente irritados no Palácio do Planalto. Vamos ver o que vão tramar agora. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: