Não é não!

A posição de confronto do prefeito de Salvador, ACM Neto, frente ao Ministério Público da Bahia com relação à determinação do órgão para a circulação de 100% dos ônibus municipais nas horas de pico subiu o telhado. O prefeito recusa, e mais uma vez defende os empresários do setor, alegando que a exigência é inviável. O soberano, usando de ironia para justificar um assunto tão relevante para milhões de passageiros, disse para a imprensa que “muita gente no MP não anda de ônibus”. Em tempo, ganha um passe livre – até completar 100 anos – quem também flagrar o prefeito ACM Neto apertado e pendurado nos ônibus nas horas do sufoco da capital baiana.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: