A conta da proteção começa a chegar (II)

Seria injusto Bolsonaro pagar essa conta sozinho. Rodrigo Maia tem que pagar também como líder do establishment. Foi ele que mais uma vez conduziu uma transfiguração de uma lei que endurecia o combate ao crime e corrupção e enviou o projeto esvaziado para sanção de Bolsonaro. Vale lembrar que em novembro de 2016 o projeto de iniciativa popular (2 milhões de assinaturas) das Dez Medidas de Combate à Corrupção e Impunidade foi também transfigurado por Maia.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: