Crime Contra a Humanidade

Bolsonaro caminha a passos largos para ser acusado de genocídio após afirmar que seu governo não compraria a vacina chinesa Coronavac. O presidente desautorizou o compromisso de compra de 46 milhões de doses firmado pelo general Eduardo Pazuello ministro da Saúde. Insanidade já era um traço perceptível do presidente, confirmado agora ao impedir acesso à saúde pública, sem poderes constitucionais para tal. A decisão põe em risco toda sociedade diante de um crime hediondo. Trata-se de uma questão científica a aprovação da eficácia de uma vacina e não um ato de insanidade política.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: