Visita proibida

Nestor Foster, o embaixador brasileiro em Washington (EUA) foi bem claro com relação à continuidade das restrições de turistas brasileiros ao ingresso naquele país. Segundo ele, tratando-se de cuidados com a pandemia por parte do governo americano “não existe uma decisão política de amizade com esse ou aquele país. É levado em conta, exclusivamente, a evolução do quadro da pandemia do local do visitante”. Ou seja, nós, os parceiros do Brasil-pandêmico, e de gestão presidencial negacionista sobre a Covid, temos poucas chances de desembarcar e sermos bem recebidos em terras do Tio Sam ainda por um longo tempo.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: