A perversa tributação em Salvador foi destaque em debate com candidatos à prefeitura

Além das acusações de favorecimentos aos grupos de amigos e parentes do atual prefeito de Salvador, ACM Neto, que sempre deram as cartas em negócios e obras municipais assinadas pela prefeitura, todos os candidatos destacaram a preocupante questão econômica na capital baiana e o empobrecimento do soteropolitano. A “sanha arrecadatória” que atingiu um recorde tributário, destacando-se o maior aumento de IPTU do país, e a criação de uma pesada indústria de multas atingiu em cheio comerciantes, prestadores de serviço e o povo em geral. Salvador tem hoje 17 milhões de desempregados.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: