Roda, roda e avisa!

A frase do velho guerreiro Chacrinha “Eu não vim pra explicar. Vim para confundir” é a tradução perfeita da confusa gestão do presidente Jair Bolsonaro, desde o primeiro ato público de sua posse com o filho Carlos sentado, indevidamente, no banco de trás e às costas do pai – o presidente eleito do Brasil. Como todos os fins de semana, o folclore continua: acompanhado do seu cachorro Faísca, Bolsonaro ironizou o governador Dória “vacina obrigatória só pra cachorro”; e ainda no fim de semana, respondendo ao apelo de um popular para que baixasse o preço do arroz disparou zangado “Tu quer que eu baixe na canetada? Você quer que eu tabele? Se você quer que eu tabele, eu tabelo. Mas você vai comprar lá na Venezuela”. Terezinhaaaa!!!

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: