Bolsonaro quer o fim de mais de 400 inquéritos da Lava Jato só no QG da operação em Curitiba

A declaração foi feita ontem pelo procurador do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União, Júlio Marcelo de Oliveira, e sacudiu a capital federal. O procurador afirma que Bolsonaro comete um erro ao declarar o fim da força-tarefa, porque o atual governo teria acabado com a corrupção. “Há muito trabalho a ser feito, e não cabe ao presidente da República acabar ou não com a Lava Jato”. O fato chega numa hora em que as ações do presidente da República estão sendo discutidas e ele entrando num terreno perigoso. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: