Salvador, uma cidade em decadência econômica

Salvador é considerada uma cidade majoritariamente pobre. No último levantamento do IBGE, quase 7 milhões de pessoas que vivem na capital baiana estão abaixo da linha da pobreza. Salvador perdeu e vem perdendo importantes empresas, bancos, e há algum tempo o Polo Petroquímico deixou de ser um bom empregador. Com a Lava Jato e o fechamento da Petrobras, que empregava mais de 4 mil pessoas e mais de 13 mil terceirizados, a situação se agravou, e muito. Veio a pandemia, fecharam grandes e pequenas empresas, principalmente nos setores de comércio e serviços, que movimentam a economia da cidade. Não precisa de levantamento oficial para saber que a situação é grave e só tende a piorar. A destruição da economia baiana, e em particular de Salvador, é consequência da falta de investimentos e de um plano de desenvolvimento com planejamento efetivo por parte dos governos. Em 2019 os dados do IBGE mostraram que houve uma queda nos rendimentos dos ricos da Bahia entre 18,5 e 22%.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: