Avanço chinês II

Aliás, o prefeito de Salvador, ACM Neto, critica a ponte argumentando possíveis transtornos viários no centro da cidade pelo volume de carros indo e vindo para a Ilha de Itaparica e região. Justifica o temor da falta de “encaixe” da obra na vida da capital baiana. Contudo, de pronto, chovem críticas ao posicionamento contrário do alcaide soteropolitano, pois também não ouviu ninguém – inclusive, peitando sua decisão na justiça – com a continuidade de sua obra do BRT na avenida ACM, derrubando dezenas de árvores seculares, construindo imensos viadutos, e atrapalhando tudo e todos em obras confusas que “desencaixam” a capital baiana até hoje.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: