Moro e PSOL

O ex-ministro de Segurança Pública e ex-juiz Sérgio Moro, ao analisar as eleições municipais, foi categórico: “O resultado das eleições municipais foi fragmentado, sem um claro vencedor nacional, o que sinaliza a prevalência do interesse local. Há alguns resultados interessantes, os candidatos apoiados pela Presidência fracassaram e o PSOL tornou-se o partido de esquerda mais relevante”. Em outras palavras, a polarização Bolsonaro x Lula ficou enfraquecida na visão de Moro, que sonha se tornar uma alternativa de centro-direita para o pleito em 2022, tendo como adversário o PSOL.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: