Pó de pirlimpimpim?

Estariam enfeitiçados alguns dos principais colaboradores do presidente Bolsonaro? Aspirando e viajando por outras dimensões? O Ministro da Saúde, um general apresentado à sociedade como um gestor expert em logística, é flagrado com um monumental estoque-maldito de 6,86 milhões de testes do tipo RT-PCR às vésperas de perder a validade em plena pandemia. O Ministro da Fazenda, festejado como um oráculo da sapiência econômica pelo presidente recém eleito, não conseguiu acertar ainda nenhuma bola na caçapa, e agora em transe, revela que o recrudescimento da pandemia não existe e que estaria diminuindo, sentenciando que o aviso das autoridades médicas em todo o mundo trata-se somente de “uma evidência empírica”. O GSM (Gabinete de Segurança Institucional) da Presidência precisa, urgente, licitar a aquisição de alecrim, espada de São Jorge e manjericão e distribuir logo para os enfeitiçados gabinetes do poder… se não a carga estraga, também!

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: