A irada folia baiana

É aposta certa o aumento de manifestações de líderes do segmento do entretenimento de Salvador contra proibições de festas e eventos em combate à pandemia. Perderam a batalha para a realização do carnaval em fevereiro, agora oficialmente cancelado. Irados, reivindicam compensações, tais como festas em eventos fechados, com menos gente e “seguindo protocolos de segurança”. A queda-de-braço com autoridades vai ser intensa nos próximos meses de verão na Bahia. E, aproveitando a ocasião, surgem os oportunistas políticos. Um jovem vereador, filho de deputado, brada na imprensa que o “governador não pode tratar mercado do entretenimento como inimigo”. Um “dândi soteropolitano” esnobando a pandemia mortífera da COVID-19 em todo o mundo.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: