Poder versus Fricote

O ainda-prefeito de Salvador, ACM Neto, apelidado de “soberano” pela mídia local por fazer valer suas vontades, declarou que os artistas baianos estariam com inveja do cachê milionário de R$1,5 milhão pago ao cantor mineiro Gusttavo Lima para apresentar a live de passagem de ano na capital baiana. O ícone multiartista baiano Luiz Caldas respondeu de pronto “o senhor deveria era respeitar os artistas baianos”. O “Rei do Fricote”, autor de centenas de músicas, e dezenas de sucesso, mas, infelizmente, deslocado das benesses dos eventos municipais, teve a coragem que faltou aos ídolos baianos que ficaram com medo de enfrentar o jovem político soteropolitano. Tudo dominado!

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: