Não dá para esperar 2022 (II)

As demonstrações de insanidade de Bolsonaro, temporária ou não, não podem mais ser relevadas. Com sua ineficaz gestão de um programa nacional de vacinação demonstra sua mediocridade, até aí nenhuma surpresa, mas isso não implica em nos silenciarmos frente ao risco que Bolsonaro está colocando toda nação. O Brasil está entre os piores indicadores de mortalidade e número de infectados por milhão de habitantes, a segunda onda da pandemia avança descontrolada. Como exemplos Inglaterra, Canadá começam vacinação agora em dezembro, já Portugal, EUA em janeiro. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: