PF cortando na própria carne II

Por decisão do ministro do STJ, Og Fernandes, Maurício Barbosa será afastado por um ano da titularidade da Secretaria da Segurança Pública da Bahia, onde está desde 2011. A notícia da visita e investigação da PF na residência do secretário e no gabinete oficial, logo cedo, pegou todo o governo e a mídia regional de surpresa, pois o agente público é elogiado pelo combate ao crime na Bahia, sendo agraciado com Medalha Tomé de Souza pela Câmara Municipal de Salvador em 2013, e a Comenda Dois de Julho pela Assembleia Legislativa em 2015 dentre outras homenagens. Maurício Barbosa também é reconhecido pelos pares em todo o país, inclusive reeleito por unanimidade como presidente do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (Consesp). Além de Barbosa, foi afastada também sua chefe de gabinete Gabriela Macedo, delegada suspeita de vazar informações sigilosas antes de operações policiais que tinham como alvos investigados na Operação Faroeste.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: