O atentado de Bolsonaro ao Princípio Republicano (II)

A “vandalização da Presidência e, por extensão, da própria Democracia”, e todos os atentados criminosos à República citados no editorial, é assistida em silêncio pela OAB. A entidade se proclama guardiã do Estado de Direito, mas sua omissão cheira a cumplicidade também com os atos de Bolsonaro. Estariam de olho também no butim do Estado? No momento, a prioridade da OAB é blindar advogados, escritórios de advocacia contra operações de busca e apreensão, e intimidar a delação através da aprovação do projeto de lei do deputado Paulo Abi-Ackel, do DEM. O projeto atenderia principalmente os grandes escritórios de advocacia, alguns verdadeiras agências do crime, que foram duramente afetados pela Lava Jato. Rodrigo Maia, do DEM, outro cúmplice, articulou e aprovou o regime de urgência para o projeto de lei.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: