O “bunker” Anvisa

Aliás, esse “labirinto” burocrático – e político – em que a Anvisa se transformou, principalmente aos olhos da opinião pública, deixa o Exército brasileiro em uma posição desconfortável pelo destaque negativo que se dá a letárgica performance do general da ativa, e ministro da saúde, Eduardo Pazuello. Em Brasília, ao virar partner das ações tresloucadas do capitão-presidente, ambos já são tratados como “O Gordo e o Magro” no enredo tragicômico do enfrentamento da pandemia no Brasil. Como a mídia nacional sempre destaca a grande presença de cerca de duas dezenas de graduados fardados mandando nas dependências do Ministério, fica o Exército com esse flanco aberto para as críticas em geral. A politicalha é a grande inimiga do dever militar…

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: