No mesmo barco furado

Como era esperado, o brasileiro sempre de olho vigilante na vizinha Argentina, reclamou a perda da Ford por aqui enquanto a montadora americana continua estabelecida no quintal dos “hermanos”. Não é bem assim… Estão por lá com problemas econômicos tão grandes como aqui, e com a agravante de que são mais prejudicados com o movimento constante da moeda americana, haja vista que possuem um nível de reservas pequeno em dólar – cerca de US$40 bilhões. Diversas multinacionais já se mandaram do solo argentino, dentre elas a Walmart, a Axalta e a alemã Basf. Cinco companhias aéreas também já não estão mais no país. Levam vantagem porque já tem as vacinas nas ruas… enquanto no Brasil ainda esperamos o “dia D e a hora H” do governo negacionista de Jair Messias Bolsonaro.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: