Incompetência geral na água podre dos cariocas

Repetindo o grave problema da péssima qualidade da água ocorrido no ano passado no Rio de Janeiro, vivem os cariocas e fluminenses a mesma crise de abastecimento sob responsabilidade da CEDAE. O prefeito Eduardo Paes tem um imenso desafio de unir esforços com o governador Cláudio Castro para sanar, de vez, esse crime de saúde pública que os gestores da empresa não conseguem resolver. Imaginem se os melhores destinos turísticos do mundo aceitariam um recorrente problema de água podre semelhante ao da Cidade Maravilhosa a cada verão.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: