De primeira II

Ao desembarcar em Brasília, Neto foi recebido de maneira agressiva pelos admiradores do presidente Jair Bolsonaro. Os adjetivos foram duros, chamado de “nanico” e até de “comunista”. Afinal de contas, é mais um apelido para o hoje presidente nacional do DEM. São vários: “grampinho”, “baixinho”, e agora “nanico”. Não há volta nas relações entre ele e Rodrigo Maia e entre ele e Baleia Rossi. Ele traiu os dois. O curioso é que no governo Temer, Rodrigo Maia indicou o então deputado federal do DEM, Mendonça Filho, para o MEC e entregou a ACM Neto o órgão mais importante do ministério. Agora, João Roma assume o ministério sem o Fundeb, que é o tesouro do Ministério da Educação.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: