Tomou chá de sumiço

Nas duas últimas semanas de piora no cenário da epidemia na Bahia, com aumento exponencial de contaminações, esgotamento de leitos covid, operações policiais para evitar aglomerações, falta de vacinas e interrupção de campanhas de imunização de idosos em todo o estado, estranha-se a ausência do ex-prefeito de Salvador ACM Neto, completamente fora de cena. Neto, que ficou oito anos no poder, não se pronunciou em nada sobre as questões complexas que a Bahia vivencia, como se em outro estado vivesse. O ex-prefeito vem conseguindo afastar-se de opiniões e situações melindrosas, evitando, assim, desgastes políticos para quem daqui a um ano e sete meses estará disputando o governo do estado. Enquanto isso, o governador Rui Costa no “olho do furacão” às raias do desespero, incluindo um choro compulsivo na mídia, está pra cima e pra baixo, protagonizando as ações no atual inferno baiano.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: