De mal a pior II

Cada vez mais o Brasil se fecha em si próprio, condição resultante de derrapadas e inércia nas áreas diplomática, ambiental e, urgente e mais grave, na atual gestão da saúde pública frente à epidemia. Atualmente, vivenciando forte movimento de contaminações em todos os estados, de colapso geral nos atendimentos hospitalares, e com somente 5% de brasileiros vacinados, o país só tem pistas livres para aterrissagens em aeroportos internacionais em  dez países em todo o mundo. Outros 215 países só recebem voos de emergência e com diversas restrições vindos do Brasil. Todos os países querendo distância da nação brasileira, hoje a terceira mais infectada pelo vírus, e a segunda em mortes no macabro ranking covid-19.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: