Neto volta a recuar

“A vida como ela é!” A frase emblemática do ícone literário Nélson Rodrigues vale igualmente para a política nacional. Em fevereiro, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta revoltado com o racha no seu partido DEM, por conta da atuação deletéria do presidente ACM Neto que revelava um possível futuro apoio a Bolsonaro, ameaçou deixar o partido e classificou assim o político baiano: “Ele não descarta nada, tudo pode ser. É tipo Maria-mole, que vai pra um lado, vai pra outro”. Atualmente, como Mandetta se saiu muito bem na CPI da Covid, com a mídia especulando ser o único nome de representação nacional demista para o pleito de 2022, ACM Neto já empunha a bandeira do ousado correligionário “Eu acho que ele foi muito bem na CPI, mostrou absoluta segurança, equilíbrio… ele foi o melhor ministro da saúde nesse período todo…”.  Pois é, o baiano já começou a escolher um lado para ficar em 2022. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: