Tudo como dantes no quartel de Bolsonaro

Mesmo tendo sido dizimada, a confraria dos “Anões do Orçamento” após escândalo político e policial em 2004, deixou seu legado de planos, de cantigas e de escaramuças com dinheiro público a ser usado pelo poder central. Bolsonaro, o anti-corrupção da campanha eleitoral, faz uso do mesmo ardil financeiro no seu governo. Centenas de tratores, retroescavadeiras e outras preciosas prendas para os seus apoiadores do Legislativo Federal. E, de forma surpreendente, distribuídos pela Codevasf – Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco – no longínquo estado do Amapá, a 1.861 quilômetros do rio São Francisco. Este sim, e não o general Pazuello, é um expert em logística. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: