Cartão corporativo

Graças à nova presidência da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal, recomeça a andar o requerimento parado desde o final de 2019, que exige esclarecimentos sobre os gastos gerais do Cartão Corporativo da Presidência da República. A Proposta de Fiscalização e Controle quer saber, por exemplo, sobre os altos gastos de Bolsonaro nas últimas férias. Atualmente, 2.200 funcionários são portadores do poderoso cartão, e fizeram despesas, nesses primeiros quatro meses e meio, no valor de R$82,85 milhões.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: