A rede hospitalar da Bahia não é mais de baianos

Hospitais Aliança, São Rafael, Jorge Valente, Cárdio Pulmonar, Hospital da Bahia, além de clínicas como AMO e Delfin, foram adquiridas por grupos de outros estados. O próximo será o Hospital Português. Com isso, a Bahia não terá um só hospital particular cujo dono seja baiano. E pensar que os baianos tiveram a primeira Faculdade de Medicina do Brasil. É o declínio que se vê e que leva quem sofre de qualquer problema de saúde na Bahia a recorrer a São Paulo, principalmente aos seus hospitais.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: