Escolha de Sofia de Guedes é reforma tributária

O ministro da Economia, Paulo Guedes, gostaria de ter dado o assunto da reforma do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica encerrado há dez dias. Em 20 de agosto, Guedes já considerava que a melhor saída para o projeto proposto por ele mesmo e relatado pelo deputado Celso Sabino (PSDB-PA) era a lata do lixo. Guedes foi aconselhado a deixar o projeto ir a voto na Câmara e deixar que ele fosse rejeitado. O problema é que qualquer alternativa terá um custo alto para o governo. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), se envolveu pessoalmente para angariar votos para a medida. Agora, qualquer derrota ou desistência trará ônus para Lira.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: