Bolsonaro carimba os evangélicos como bolsonaristas

Agora, o presidente da República afirma que as manifestações de 7 de setembro serão pela liberdade de expressão. O curioso é que está existindo uma confusão entre os evangélicos que estão sendo forçados para dia 7 pela manhã em Brasília e à tarde para a Av. Paulista. A confusão está formada e ninguém sabe entre eles — isto é, entre os evangélicos — o que fazer. Jair Bolsonaro já não conta com os milicianos, muito menos com aqueles que provocaram tumultos e agressões e foram punidos pela Justiça. A Polícia Federal está de olho. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: