Nuvens pesadas II

Em tempo, o manifesto da FIESP — publicado ou não — mostrou que os empresários estão se afastando de Bolsonaro; os banqueiros, via FEBRABAN, também já concluíram que perdem muito com os recorrentes insucessos da pasta da economia; e os empresários do setor Agroindustrial, que estão sendo pressionados pelos parceiros internacionais de negócios, perceberam que ações anticlimáticas e isolacionistas de Bolsonaro só trazem perspectivas de prejuízos cada vez para mais perto deles. No manifesto do segmento — este sim, publicado — afirmam: “Isso está nos custando caro e levará tempo para reverter”. É o “Custo-Bolsonaro” sendo cobrado agora.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: