Crédito imobiliário perde fôlego no Brasil

As linhas de crédito imobiliário pós-fixadas, atreladas ao indicador oficial de inflação — IPCA — e a caderneta de poupança, tiveram voo curtíssimo. Empréstimos nessa modalidade, lançados com pompa em 2019, perderam fôlego diante de juros e inflação em alta no momento no Brasil. Os mutuários sentem aumento no valor das prestações e do saldo devedor, com isso agora não é bom comprar imóveis nem prontos, nem em construção.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: