Denúncia grave: uma carteira de R$12 bilhões do Banco Econômico da Bahia, o mais antigo do país, foi comprada pelo BTG Pactual por menos de R$1 bilhão 

Ontem em Brasília, o assunto financeiro era a compra que o BTG Pactual fez de uma carteira de R$12 bilhões por R$1 bilhão junto ao BNDES. Vale lembrar que o mais antigo banco particular do Brasil, o Econômico, quando da sua liquidação, deixou milhares de acionistas com prejuízos enormes. O falecido Paulo Sérgio Tourinho, que tinha 30% do banco, e a família Abreu, com 10%, foram os mais prejudicados. O que se falava, ontem, em Brasília é que o BTG Pactual teve um grande padrinho na operação. Ninguém menos que o atual ministro da economia, Paulo Guedes. A conferir.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: