Lula “desculpa” Léo Pinheiro cujo genro está fechado com Bolsonaro

Depois que o ex-presidente da OAS, o baiano Léo Pinheiro, retirou todas as acusações feitas na sua delação premiada ao ex-presidente Lula, imediatamente Lula declarou que desculpava Léo. Foi mais adiante: “Está perdoado”. O detalhe é que enquanto isso o genro de Léo Pinheiro, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, é tão bolsonarista que viajou para Nova York sem ninguém saber e de lá voltou infectado com Covid. Ocorre que Lula não perdoa Antônio Palocci, porque seu ex-ministro, tudo que revelou na delação premiada, confirmou em juízo.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: