Silêncio aumenta a fritura de Guedes

Que o ministro da Economia, Paulo Guedes, criou muita encrenca desnecessária não é novidade. Não há no Congresso quem realmente prive da intimidade do ministro. Muito mais popular é seu arqui-inimigo Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional. No governo, seus frequentes disse-não disse e ameaças de demissão são objeto de crítica permanente. O que muitos se perguntam, agora, é se o silêncio que Guedes faz sobre os Pandora Papers pode se converter em combustível de sua própria fritura. Mais: se o caso pode fragilizar o Posto Ipiranga a ponto de o presidente Jair Bolsonaro decidir prescindir de sua presença na Esplanada.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: