No escândalo da Operação Faroeste da Bahia, a delação premiada de desembargadora é homologada pelo STJ

No final da tarde de ontem no Distrito Federal, vazou a informação que muita gente esperava: a delação premiada da desembargadora Sandra Inês foi homologada pelo ministro do STJ, Og Fernandes. Nela, verdades e pitadas de mentiras com intuito de vingança constam no processo que tem mais de 600 páginas. A desembargadora não poupou ninguém: servidores, juízes, desembargadores e desembargadoras estão na sua delação.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: