Pastor evangélico “vassalo” de Bolsonaro ameaça Executivo, Legislativo e Judiciário se André Mendonça não for para o STF

Estourou como uma bomba, ontem em Brasília, quando o pastor evangélico Silas Malafaia, que toma café da manhã, almoça e janta com o presidente Bolsonaro, atacou o Senado, o STF e o Executivo. No Executivo bateu em Ciro Nogueira, Fábio Faria, ministro das Comunicações, e Flávia Arruda da Secretaria de Governo. Ele inclusive foi grosseiro e Ciro Nogueira respondeu na hora: “Falta informação para esse pastor evangélico”. Como se vê, o presidente Bolsonaro está refém agora dos evangélicos que atacam seus ministros, o Judiciário e o Legislativo. O curioso é que Bolsonaro, mesmo numa praia em São Paulo, foi avisado de que vai ser julgado pela corte de Haia. Ele saiu-se com essa pérola: “Em qual país não morreu gente? Responda. Olha, não vim me aborrecer aqui, por favor”. Isso quando foi abordado pela imprensa sobre as mais de 600 mil mortes pela Covid. Como se vê, o presidente não precisa de inimigo. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: