Novo escândalo envolvendo templos evangélicos

Explodiu, ontem em Brasília, uma nova bomba. O governo Bolsonaro colocou R$3,7 milhões em propaganda no templo evangélico Sara Nossa Terra. O mais grave é que este valor supera o que o governo está anunciando em emissoras cristãs como Cultura, de São Paulo, ESPN e Discovery. Se descobriu que o bispo Robson Rodovalho, que é o principal líder da igreja, é amicíssimo do ex-deputado Eduardo Cunha, que pertence ao templo, bem como o empresário Paulo Octávio. Os evangélicos continuam pedindo dinheiro nas redes sociais e recebendo por fora do governo Bolsonaro. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: