Ministro da Justiça, Anderson Torres, é atingido pelo diretor-geral da Polícia Federal

Na solenidade, ontem, em que foram apresentados os novos agentes da Polícia Federal, um fato chamou atenção dos presentes: o diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, advertiu que “não permitam que ninguém tire proveito pessoal do seu cargo”. Mais adiante, atacou a imprensa e disse que muitos têm se aproveitado para cargos políticos. Estava esquecido que o atual ministro da Justiça, Anderson Torres, era delegado da Polícia Federal, foi eleito deputado federal, e a partir daí segue o comando do presidente Bolsonaro. Está como ministro da Justiça e vai se candidatar novamente em Brasília. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: