Operação Faroeste

A ex-procuradora-geral da Justiça da Bahia Ediene Lousado acaba de sofrer nova punição pelo seu envolvimento na Operação Faroeste, que vendia decisões judiciais na Bahia na referida operação. O corregedor nacional do Ministério Público Marcelo Weitzel determina que seja aplicada a pena de demissão do Conselho Nacional do Ministério Público para Ediene.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: