Ontem em Brasília, a candidatura do presidente do Congresso Nacional não valia um centavo

Ontem, nos meios políticos de Brasília havia unanimidade de que o presidente do Congresso Nacional, o senador por Minas Gerais, Rodrigo Pacheco, não será candidato à sucessão presidencial. Desde o início, o que se dizia é que ele é um político sem atitudes. No seu estado não emplacou e ontem as especulações em Minas iam mais adiante. Lula estaria inclinado a apoiar a candidatura do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, para o governo mineiro. Se isso acontecer, o PT terá um importante aliado no território mineiro, que sempre decide eleições. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: