Amigos de farda pedem para o general deixar o cargo

Desde que o presidente Jair Bolsonaro assumiu o cargo, as Forças Armadas passaram a sofrer profundos desgastes no país. Durante 30 anos de ditadura militar, foram acusados de prisões, tortura e mortes e, agora, um ex-capitão da reserva sacrifica novamente os militares ao humilhar um general que já foi ministro da Defesa, presidente de Furnas e agora é presidente da Petrobras. Bolsonaro chegou ao ponto de dizer que se pudesse, privatizaria a Petrobras. O general Joaquim Silva e Luna tem sido pressionado pelos seus amigos de farda para entregar o cargo, já que tem sido muito humilhado. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: